O que é ISO, Diafragma e Obturador

Sei que você está tentando segurar a ansiedade pra saber o que são esses itens importanssímos, mas antes de falarmos o que é ISO, Diafragma e Obturador, você precisa conhecer mais alguns conceitos que vamos citar nesse artigo, pois estão relacionado aos 3 princípios básicos para fotografar. Vem comigo!

Os princípios citados acima são:

  • Profundidade de Campo:  refere-se à área da fotografia que fica em foco. Quanto maior for essa região, dizemos que tem uma maior profundidade de campo. Onde “pouca profundidade” significa pouca área em foco e o fundo desfocado, já “grande profundidade” toda a área da foto está em foco.
Imagem1 3 - O que é ISO, Diafragma e Obturador
1 – Profundidade de campo, observe a região dos botões acima das flores e note a diferença.

Exposição: refere-se à quantidade de luz que entra no sensor da câmera fotográfica durante o seu “click”. Você precisará saber a quantidade correta de luz para executar a sua fotografia. Caso entre mais luz que o necessário, a sua foto ficará “estourada” ou super exposta. Se ocorrer o contrário, sua fotografia ficará sub exposta.

Imagem2 2 - O que é ISO, Diafragma e Obturador
2 – Primeira foto estourada, normal e subexposta.
  • Fotometria: A sua câmera fotográfica tem um recurso que ajuda a avaliar a fotometria da cena que você deseja fotografar. Você deve apontar sua lente para a área que vai fotografar e encontrar o meio tom da cena para fazer a fotometria.

Para você fazer o click com a exposição correta, o fotômetro terá que estar na posição 0 (zero). Como fazer isso? Te conto no final do artigo! 

 

Pronto! Agora você já sabe os princípios básicos.

Agora voltemos ao que interessa!

 

O que é ISO?

O ISO indica a sensibilidade do sensor (câmeras digitais) da câmera à luz. Nas câmeras analógicas que utilizam filmes, o ISO determina a sensibilidade do filme, era também conhecido com ASA. 

Você precisa saber que  quanto maior o número, mais sensível será o sensor. Portanto em um ambiente bem iluminado, você deverá utilizar um ISO menor, já em um ambiente mais escuro, usar um número maior. Mas cuidado!! Um ISO muito elevado pode causar ruídos na sua fotografia! Ruído é um granulado que aparece nas fotografias, que pode estragar a qualidade das fotos, e não será possível fazer ampliações dessas fotos.

 

O que é o Diafragma?

O Diafragma é um elemento que está localizado na lente da câmera e o diâmetro de abertura do diafragma irá determinar a quantidade de luz que irá entrar no sensor da sua câmera fotográfica no instante do seu click. 

O diâmetro de abertura pode ser reajustável e a representação gráfica dessa abertura é “f/x”, onde x pode variar de acordo com o modelo da lente. Um ponto que pode te confundir é a escala de abertura, quanto maior for  X, mais fechado está o diafragma, quando dizemos que a abertura é f/22, o diafragma está mais fechado entrando uma menor quantidade de luz, já o f/1.8 está bem aberto, entrando muita luz. Por esse motivo, quanto menor for o valor mínimo de abertura da lente, dizemos que mais clara ela é, mas isso será tema do próximo artigo.

A abertura do Diafragma, além da quantidade de luz, também determina a profundidade de campo da sua fotografia. Quanto menor a abertura (f/1.4), menor será profundidade de campo, o que fará com que parte do elemento fique fora do foco, já uma maior abertura (f/22) com maior a profundidade de campo, terá uma área maior da sua fotografia com foco.

 

O que é o Obturador?

O Obturador é um elemento que está localizado no corpo da câmera fotográfica, e o tempo que ele permanecerá aberto irá controlar a luz que vai entrar na câmera no momento do seu click.

A velocidade do obturador é medida em segundos, ou melhor, em fração de segundos (ex.: 1/250), podendo chegar a minutos (ex.: 6″), ou até ser controlado manualmente no modo “bulb” que é quando o fotógrafo segura o obturador aberto através de um controle remoto para disparar o click. 

O que você precisa saber é que quanto mais rápido for essa velocidade (ex.:1/3000), menos luz irá entrar na sua fotografia, e por consequência mais escura sua foto será!

Através da velocidade do obturador, você pode criar vários efeitos nas suas fotografias, tanto você pode congelar um elemento, como pode trazer movimento para sua foto.

  • Congelar: quando você desejar congelar o movimento, deve usar a velocidade mais alta possível da sua cena

 

  • Movimento: você já deve ter visto uma foto de cachoeira onde a água parece esfumaçada, para gerar esse efeito, você precisa usar a velocidade mais baixa. Atenção com essa baixa velocidade, se você não utilizar um tripé, ou outro tipo de apoio, você fatalmente vai tremer e perder a sua fotografia. Uma dica que uso muito em baixa velocidade quando não estou com o controle remoto, é deixar no timer para disparar, assim evita que a câmera trema.

 

Como combinar esses princípios para o click perfeito?

Lembra que eu te falei que ia contar no final como deixar o fotômetro na posição 0 (zero)?  Coloque sua câmera no modo “Manual”, e comece você usar a combinação dos 3 princípios, ISO, Diafragma e Velocidade, até que o fotômetro fique “zerado”, aí é só clicar!!

Claro que você tem que pensar o que quer na sua fotografia!

Quer fotografar o seu amigo correndo uma maratona? Ou o seu irmão numa prova de ciclismo?  Ajustar a velocidade do obturador para congelar a imagem que o seu objetivo principal, aumentar o ISO no máximo para não causar ruído, e vai ajustando a abertura do diafragma até o fotômetro chegar na posição ZERO! CLICK… 

Você também pode registrar uma foto com um ponto de subexposição e outra superexposta pra ver a que você vai gostar mais! Ahhh, e não esqueça de usar as dicas de composição (incluir o link do artigo de dicas) 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *