Entendendo Luz Dura e Luz Difusa

Fotografia, segundo o “Novo Dicionário Aurélio” é “a técnica de criação de imagens através de exposição luminosa“, portanto temos que falar sobre ela, a “Luz”! A Luz tem cor, tem diversos tipos de fonte, tem direção e a qualidade, que pode ser “Dura ou Difusa”! Neste artigo vamos entender as diferenças entre Luz Dura e Difusa (ou Suave) e como usá-las! Vamos lá:

Como identificar? Quais as diferenças?

  • Luz Dura:A luz é dura quando não tem tons “dégradé”, ela é totalmente clara e atinge diretamente o elemento a ser fotografado.  A dureza da luz é determinada pelo tamanho da fonte que a está gerando e pela distância que essa fonte está do elemento a ser fotografado, quanto menor for a fonte ou mais próxima, mais dura será luz. O que você precisa conhecer é que uma Luz Dura irá gerar uma Sombra Dura. Essa sombra é bem escura e tem as bordas bem definida, será muito fácil para você identificá-la. 

 

  • Luz Difusa: A luz difusa não atinge diretamente o elemento a ser fotografado, ela pode ser rebatida ou difundida. E claro, você precisa saber que essa luz vai gerar uma Sombra Suave, algumas vezes quase imperceptível, você conseguirá identificá-la observando que o elemento principal não está chapado, a sombra atribui um certo relevo ao elemento, as bordas dessa sombra não serão definidas, parecerá difusa.

 

Quais as fontes dessas luzes?

Quando dizemos que a dureza da luz depende do tamanho da fonte e da distância que essa fonte se encontra do elemento e que a luz difusa não atinge diretamente o elemento ela se espalha sobre o elemento, a mesma fonte de luz pode gerar tanto a luz dura como uma luz difusa. Veja os exemplos de fontes:

 

  • Sol:  O sol devido a sua distância do objeto é uma fonte de luz pequena, portanto é uma fonte de luz dura. Mas se uma nuvem estiver entre o sol e o elemento a ser fotografado, a luz passará a ser uma luz difusa. Outro fator que mudar o tipo da luz é o horário que estiver fotografando, pois, a luz do sol se espalha e torna-se difusa pela manhã e no final da tarde.

 

  • Flash:  Se o flash estiver apontando diretamente para o elemento que será fotografado, ele irá gerar uma luz dura. Porém, se ao invés de apontarmos diretamente para o elemento, fizermos com que a luz rebata em uma parede por exemplo, essa luz se espalhará e se tornará difusa. A distância entre o flash e o elemento a ser fotografado também poderá tornar a luz dura ou difusa.

 

  • Acessórios: Tem alguns acessórios que podem te ajudar a transformar a luz dura em luz difusa, que são: rebatedores, difusores, sombrinhas, softbox, que fazem com que a luz se espalhe.

 

Podemos dizer que uma é melhor que a outra?

Não, não podemos dizer que um tipo de luz é melhor que o outro! O que você precisa saber é a melhor forma de usá-la! O que cada tipo luz é capaz de transmitir para o observador ou qual efeito ela poderá causar na sua foto!

 

  • Luz Dura: Esse tipo de luz deixa as cores mais saturadas e traz bastante contraste para sua foto e mais sombras que podem aumentar a profundidade. Essa luz também passa um efeito dramático para o observador. Como uma luz dura gera uma sombra forte, ela pode passar a ser um elemento de composição da sua fotografia, portanto, antes do click final não deixe de observar o efeito final que a sombra causará na sua foto! Essa luz dura é muito usada em editorial de modas, também é útil quando for fotografar pessoas com rugas, ajuda a diminuí-las.

 

  • Luz Difusa:Por ser uma luz dispersa, ela ilumina de forma mais uniforme, não acrescenta contraste, e tornando-se discreta, ela não será um elemento da fotografia, mas poderá trazer resultados incríveis!  Como por exemplo, ao rebatê-la, você poderá modificar a cor da luz. Se o elemento principal for uma pessoa, e se você utilizar um rebatedor dourado, você deixará a pessoa mais bronzeada. Essa luz difusa é mais usada quando o elemento precisa estar bem iluminado, ou se você deseja passar a sensação de suavidade para o observador.

 

E a direção da luz, importa?

Sim, importa! Um ponto muito interessante sobre a luz que você precisa conhecer é o efeito que a direção da luz poderá causar na sua fotografia, lembrando sempre que nos pontos abaixo a referência é sempre o elemento que será fotografado, e não o fotógrafo!

  • Luz direta:Quando o elemento recebe a luz direta de frente, não terá alteração nas cores e não terá sombras. A ausência de sombras não trará relevo ao elemento, não trará volume.

 

  • Luz lateral:É a melhor direção para fotografar, essa luz lateral formará sombras que trarão volume para o elemento! Mas atenção, lembre-se do que você conheceu sobre luz dura (entra na composição da foto) e difusa é discreta! Observe a sombra!

 

  • Contraluz:Deixará a silhueta preta, e sem volume por não ter sombras. Para corrigir esse efeito, será necessário utilizar o flash. É muito utilizado para fotografar elementos transparentes, como perfumes ou bebidas, esse recurso aumenta a translucidez.

 

  • Luz de Cima:  É a direção mais difícil para se fotografar, causa muita sombra.

 

Agora  que você já sabe tudo sobre luz pode pegar sua camêra e sair por aí forografando e colocando em prática tudo que aprendeu aqui 😀

Gostou deste artigo? Que tal compartilha-lo com um(a) amigo(a) apaixonado por fotografia?

 

Se quiser dicas mais aprofundadas recomendamos um treinamento muito bacana 100% Online pra você decolar a qualidade das suas fotos! Clica AQUI pra conhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *